Assistentes sociais divulgam moções de repúdio à família Sarney

20 de Maio de 2009

Assistentes Sociais e estudantes de Serviço Social, reunidos entre os dias 13 e 15 de maio, no Teatro João do Vale, onde aconteceu o XXX Encontro de Assistentes Sociais do Estado do Maranhão, aprovaram duas moções de repúdio: a primeira, contra a retomada do poder pela família Sarney no Maranhão; a segunda, contra o retrocesso instalado a partir disso, sobretudo com o nome de Costa Ferreira na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social.

O Conselho Regional de Serviço Social – 2ª. Região/MA é um dos poucos no Brasil a atingir a marca de 30 encontros anuais de forma ininterrupta. Os debates, que tinham como tema central “O Serviço Social e os desafios da atual crise da sociedade capitalista”, reuniram, entre profissionais e estudantes, mais de 300 participantes. Moções aprovadas pela categoria em encontro traduzem posicionamento dos profissionais de Serviço Social no Estado ante os desmandos da última oligarquia do país.

Leia a seguir, a íntegra das moções.

Moção de repúdio 1 – Os assistentes sociais e estudantes de Serviço Social presentes ao XXX Encontro de Assistentes Sociais do Estado do Maranhão realizado no período de 13 a 15 de maio de 2009, em São Luís/MA, e as entidades promotoras e de apoio ao evento, quais sejam: CRESS 2ª Região MA, Departamento e Curso de Serviço Social da Ufma, CFESS, ABEPSS e ENESSO, vêm a público se posicionar frente às recentes manifestações do arbítrio exercido contra um governo eleito pela vontade popular e retirado pela vontade de uma família que de forma oligárquica tem drenado a riqueza produzida pelos homens e mulheres maranhenses para o seu enriquecimento pessoal em detrimento da pauperização massificada que coloca nosso Estado na pior situação de desenvolvimento humano no país.

Nesse sentido, vimos nos juntar aos movimentos sociais e sujeitos individuais indignados com os acontecimentos que produzem um retrocesso em todos os níveis de gestão.

Moção de repúdio 2 – Os assistentes sociais e estudantes de Serviço Social presentes ao XXX Encontro de Assistentes Sociais do Estado do Maranhão vêm a público denunciar e repudiar o retrocesso na condução da política de assistência social no Estado do Maranhão, representada pela indicação de gestores sem formação e conhecimento técnico-científico específico da área.

Esta atitude rompe com o processo de construção da política de assistência social em nosso Estado na ótica do direito social conforme preceitua a Constituição Federal de 1988 e encaminha para um retorno às concepções e práticas conservadoras negadas ao longo do tempo pela categoria profissional. Além disso, nega esforços históricos no sentido de garantir a efetivação da política social enquanto dever do Estado dentro de padrões de qualidade, quantidade e efetividade.

Leia a matéria no site do Jornal Pequeno.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: